Gosto e desgosto

Gosto de quem tem um time para torcer, berrar, beber e xingar.

Gosto de quem sabe em quem vai votar e briga pelo seu candidato – mesmo que o candidato seja o “nulo”.

Gosto de quem tem fé e segue uma religião – mesmo que seu Deus seja você.

Gente que escreve, publica, posta, tuíta.

Gosto de quem se joga de cima do muro.

Gosto de quem pega e se apega.

Gosto de quem desconfia e investiga.

Gente que se declara, se rasga e se acaba.

Gente que sonha, idealiza, viaja – antes que tudo perca a graça.

Gosto de gente que tem o que dizer, que sabe e acredita no que diz – mesmo que depois abra um parêntese ou ponha um travessão no meio do caminho para assumir que mudou de ideia.

Gosto da diferença, da discussão, do sim e do não.

Até da contradição.

Pelo visto também gosto de rimas (é brega, eu sei, mas por que não?)

Gosto da tentativa e do erro. E das tentativas de conserto.

Gosto de quem se livra da dó e da culpa – coisa mais merda de se sentir, eu ainda mato quem inventou!

Não gosto do talvez, do “pode ser”, do “mais ou menos”.

De apáticos e céticos demais. Blasès e intocáveis.

“Vale tudo”, como diz a música. Só cuidado para não abusar e parar de ter “desejo, necessidade, vontade”.

E ter medo do medo. Esse sim: jamais se apegue!

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Prosas

2 Respostas para “Gosto e desgosto

  1. Eu gosto desse texto.

  2. Marcio

    Eu gosto de quem escreve esse texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s